Seagri: Construção de laticínio na Vila Sororó beneficiará 50 produtores da região

Quando estiver em operação, o laticínio produzirá em torno de 20 mil litros de leite por dia

A obra de construção do Laticínio Piquiá, localizado próxima a Vila Sororó, já está quase concluída. A obra irá atender mais de 50 produtores da região. O prédio conta com três blocos, sendo o principal com laboratório, sala de pasteurização, sala de fabricação de queijo, sala de embalagem e sala de estocagem.

Outro bloco contém escritório, vestiário feminino e masculino, cantina e lavanderia. Há também um bloco exclusivo para o depósito. Segundo a Secretaria de Agricultura (Seagri) o prédio irá gerar cerca de 40 empregos diretos e mais de 100 indiretos. Produzindo 20 mil litros de leite por dia que serão utilizados para produção de queijo.

“Serão produzidos cerca de dois mil quilos de queijo por dia, do tipo padrão, curado e massa cozida. Além disso, a construção do Laticínio irá fomentar um novo polo de negócios para a Vila Sororó”, comenta o Coordenador do Departamento de Defesa Agropecuária (Defag) da Seagri, Odilon José Claudio Soares.

Segundo o engenheiro da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), Alex Amoury, todos os blocos já foram concluídos. Foi feita a colocação de esquadrias de cerâmica, piso, parte elétrica, poço artesiano, guarita, parte hidráulica, louça, colocação de bloquete, meio fio e pintura

A única parte da obra que ainda será finalizada é a readequação das lagoas anaeróbicas que receberão os dejetos do soro fisiológico. “São dois tanques, que estão prontos, mas terão que ser readequados”, explica.

Veja mais fotos:

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação

Acessibilidade