Seagri: Incentivo ao produtor rural vai da mecanização agrícola à avicultura

Em 2019, 45 famílias foram incentivadas à produção de galinhas caipiras; enquanto em 2020 esse número já alcançou 120 famílias atendidas

Nos últimos três anos e meio a Secretaria Municipal de Agricultura (SEAGRI) não mede esforços no incentivo à produção rural, em especial a agricultura familiar, beneficiando milhares de pessoas em seus programas, a exemplo da mecanização agrícola, análise de solo, produção de mudas e até avicultura.

De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Francisco Adailton de Sá, no que tange à avicultura, em 2019, 45 famílias foram incentivadas à produção de galinhas caipiras; enquanto em 2020 esse número já alcançou a cifra de 120 famílias atendidas.

Adailton Sá destaca ainda o incentivo a 40 famílias com sistemas de irrigação, muito importantes, considerando o longo período de estiagem regional, que dificulta a produção agrícola, em especial hortaliças, o que pode resultar em desabastecimento de alguns produtos.

Outro incentivo importante veio com o reaparelhamento do Laboratório de Solos. Parado há cerca de oito anos, ele voltou a funcionar recentemente, atendendo inicialmente 30 produtores no mês de junho, mas a produção daquele laboratório está hoje em torno de 40 análises/mês.

Viveiro

Ainda de conformidade com o secretário de Agricultura, o Viveiro de Mudas da SEAGRI, construído em parceria da Vale e ICMBio, para uma produção de até um milhão de mudas/ano, estava praticamente morto no início de 2017, com baixíssima produção; naquele ano, com a recuperação em andamento, chegou a beneficiar mais de 900 famílias.

A produção foi aumentando gradativamente, alcançando aproximadamente 700 mil mudas em 2019, com mais de 450 mil distribuídas, o dobro do ano anterior (2018), quando entregues cerca de 240 mil mudas. A produção não parou de crescer, chegando agora ao limite, com 1.058.000 mudas, enquanto a média de famílias atendidas chega a aproximadamente 3.100 a cada ano, entre 2017 e 2019.

No momento, a distribuição de mudas está suspensa em consequência da falta de chuvas, sendo possível apenas àqueles produtores que dispõem de sistema de irrigação.

Este ano, soma-se à produção e distribuição de mudas, o total de 250 mil sementes de cacau, numa parceria com o IDEFLOR (Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará), entregues pelo Viveiro de Mudas, na sua maioria para famílias da região do Tapirapé, a cerca de 200 quilômetros da sede municipal.

Mecanização

Segundo o agrônomo Deibson Varanda, coordenador do Departamento de Mecanização Agrícola, em 2017, a atual administração da SEAGRI recebeu 12 tratores sucateados, apenas um funcionando; desse total, 10 foram recuperados; enquanto outros nove foram adquiridos, sendo que um chegou recentemente e ainda não entrou em operação e outro está prestes a chegar; ainda há mais um em licitação, devendo chegar no fim do ano a um total de 20 tratores de pneu e respectivas grades agrícolas.

Esses equipamentos, utilizados no serviço de mecanização agricultura, vêm multiplicando a cada ano o quantitativo de famílias beneficiadas, passando de 575 em 2017 para 1.383 em 2019. Este ano, cujo preparo de terras para a safra 2020/2021 começa em setembro, já foram beneficiados até esta data (13/08) 603 famílias, num total de 570 hectares.

Somam-se a esses tratores dois caminhões que são utilizados no transporte desses equipamentos entre as diversas localidades rurais e a própria sede do município para manutenção.

No Quesito manutenção, a SEAGRI também evoluiu muito nos últimos anos. Antes todo o serviço de reparo de suas máquinas era feito na SEVOP – Secretaria Municipal de Viação e Obras Públicas. Mas, por ser um serviço especializado, diferente daquele da SEVOP, Adailton pediu e conseguiu montar oficia própria na SEAGRI, borracharia e lava-jato.

Texto: João Batista
Fotos: Divulgação

Acessibilidade