Seagri: Prefeitura entrega 70 barracas para produtores da Feira 7 de junho

0

Até meados de agosto setenta barracas, tipo desmontáveis, serão entregues pela Prefeitura de Marabá, para agricultores que trabalham na Feira da 7 de junho, na Marabá Pioneira. No total, cerca de cem barracas já beneficiaram produtores do município e entorno, a fim de fomentar a agricultura familiar. Vale lembrar que a Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri) também disponibiliza toda logística para comercialização de produtos da Feira da 7 de junho.

O secretário municipal adjunto de Agricultura, Marcos Paulo Eleres, relembra que outros produtores já foram beneficiados com barracas nas feirinhas do Shopping Pátio Marabá, Rua Sororó, e agora 7 de junho. “É mais uma ação da Seagri que sempre está somando junto aos produtores e vai poder estimular ainda mais a agricultura familiar”, complementa.

A estrutura das barracas vai beneficiar diversos assentamentos num raio de 70 km do município, como os PA’s (Projeto de Assentamento) Morajuba, Santa Rita, Bom Esperança do Burgo, ao redor da Vila Sororó, Brejo do Meio entre outros.

As barracas são resultado de uma emenda impositiva do vereador Ilker Moraes, no valor de R$ 70.000,00. O parlamentar explica que, além de ser técnico agrícola, atua no segmento da agricultura familiar há cerca de 20 anos, e já era familiarizado com a luta dos trabalhadores da feira desde a sua fundação, que começou quando os agricultores enviaram um projeto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário.

“A Prefeitura também ajuda na logística. Eu conheço desde muito longe a realidade dos produtores que estão desde o início na 7 de junho. A emenda também visa chamar mais agricultores para a cidade, para comercializar seus produtos”, detalha Ilker Moraes.

Na feira da 7 de junho são comercializados produtos hortifrutigranjeiros de toda ordem, o que engloba hortaliça, legumes, galinha caipira, além de peixe, frutas entre outros produtos. “Eles vão trabalhar tranquilos abrigados do sol e chuva”, finaliza o parlamentar.

Texto: Emilly Coelho

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X