Seagri: Produção de capim Capiaçu beneficiará produtores

A Secretaria de Agricultura de Marabá (Seagri) está desenvolvendo a produção do capim Capiaçu no Campo Experimental, localizado no Parque de Exposição de Marabá. A plantação faz parte do Projeto de Fomento a Produção do Gado Leiteiro no município. Cerca de 300 famílias devem ser beneficiadas com o projeto.

As primeiras mudas foram plantadas em abril e devem estar prontas para colheita a partir de agosto. O Coordenador do Departamento de Defesa Agropecuária (Defag) da Seagri, Odilon José Claudio Soares, conta que no Brasil há apenas cinco locais credenciados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), para essa produção.

“Começamos através de uma doação e estamos fazendo um banco de replicação do capim. Após, ele será doado às famílias que são atendidas pelo projeto. Estamos no segundo mês e o capim tem se desenvolvido bem, crescido bastante”, explica.

O Campo Experimental, onde as mudas estão sendo cultivadas, fica às margens da rodovia BR  155. O plantio está ocorrendo em uma área de 50×20 metros.

O que tem de especial?

O capim Capiaçu é utilizado não para pastagens,mas para a confecção de ração usada para o gado. O uso deste tipo de capim constitui uma alternativa de baixo custo para suplementação volumosa do gado, possuindo um elevado potencial de produção e bom valor nutritivo. Se destacando pela alta produção de biomassa e menor custo na produção quando comparada às outras culturas utilizadas para silagem, que é um método de armazenagem da forragem, sem grandes perdas nutricionais.

Para o estabelecimento do plantio devem ser escolhidas, preferencialmente, áreas com solos férteis e com possibilidade de mecanização e irrigação. Em uma área que facilite o transporte da forragem colhida, o enchimento dos silos e a realização da adubação orgânica. “Ele tem um crescimento acima do normal e nossa região é propicia para isso. Serve de volumoso para o rebanho. É indicado principalmente para gado leiteiro, por isso a iniciativa”, completa Odilon.

Segundo estudo da Empraba, o Capiaçu se destaca das demais cultivares de capim-elefante por apresentar resistência ao tombamento, facilidade para a colheita mecânica, ausência de joçal (pelos das folhas) e touceiras eretas e densas. É um capim de porte alto, touceiras de formato ereto, folhas largas, compridas, de cor verde e nervura central branca.

 

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação Seagri

Acessibilidade