Seaspac: Assistentes sociais farão acompanhamento em cada abrigo

(1 de março de 2021)

Desde que os primeiros desabrigados foram alojados no abrigo da Obra Kolpping, a Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) está com uma equipe no local fazendo o acompanhamento das famílias, o que também será feito nos demais abrigos que forem sendo utilizados, com disponibilidade de uma assistente social em cada um deles.

Até a manhã dessa segunda-feira (01) haviam dois abrigos em atividade, o da Obra Kolping, na Avenida Manaus, bairro Belo Horizonte, com 35 famílias, número reduzido devido à pandemia, e o Abrigo do Bom Planalto, na Rua Guarani, com 8 famílias. O abrigo do Galpão da Acrob, na Avenida Getúlio Vargas, Marabá Pioneira, já está passando por limpeza por uma equipe Serviço de Saneamento Ambiental de Marabá (SSAM) para receber os primeiros desabrigados.

“Obra Kolping e Bom Planalto já estão sendo acompanhados, todos os dias. Verificamos como está a situação, fazemos os cadastros de quem está chegando para o atendimento dos benefícios eventuais, se necessário”, explica Luís Silva, Diretor Técnico da Seaspac. 

Ele conta que foi feita uma reunião com a Defesa Civil onde foram definidos os protocolos de atendimento. Em um primeiro momento a Seaspac ficou responsável de acompanhar os abrigos com os cadastros dos familiares e ajudar com recursos humanos. “Cedemos dois técnicos que ficarão na Defesa Civil e inicialmente teremos uma assistente por abrigo, mas já previsto para subir para três conforme demanda”, esclarece.

Uma equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Bela Vista também está fazendo levantamento com os moradores da região, antecipando ações de prevenção de enchente em áreas que costumam alagar.  “Estamos fazendo todos os levantamentos e se preparando, para que possamos começar a agir conforme a demanda for acontecendo”, reitera Luís.

O plano de contenção de enchentes prevê ainda a utilização de mais 6 abrigos, podendo ser expandido conforme necessidade. São eles: Praça Paulo Marabá, na Avenida Antônio Maia, entrada da Marabá Pioneira; Campo do Tatuzão, na Rua Fortaleza, Quadra Especial, Vila Poupex; Galpão da Folha 32, Quadra 05, Lote Especial;  Abrigo do Vale Itacaiunas, localizado na Rua 06, Lote 18; Praça do Bairro São Félix, localizada na Avenida Belém Brasília.

Todos os locais de abrigos possuem quatro banheiros, quatro chuveiros, sendo dois masculinos e dois femininos, espaço para lavanderia, secagem de roupas e área de recreação. A Prefeitura também garantirá o fornecimento de energia elétrica, reservatório de água com capacidade de 5 mil litros, agente de segurança 24 horas e coleta de lixo regular. O espaço de cada abrigo é de 4×4 metros.

Caso ocorram enchentes, alagamentos, enxurradas, chuvas, vendavais, tempestades ou outros imprevistos que gerem pessoas desalojadas e/ou desabrigadas deve-se procurar a Defesa Civil que funciona na Travessa Carlos Leitão, 229, Marabá Pioneira.  

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação