Seaspac: Entrega de novas cestas básicas aos desabrigados é nesta sexta-feira (24)

A entrega será feita de acordo com os registros da Defesa Civil do município e a secretaria irá tomar todas as medidas de proteção necessárias em relação ao novo Coronavirus

A Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) irá realizar nessa sexta-feira (24) a entrega de 75 cestas básicas para os desabrigados da cheia do Rio Tocantins. A entrega começará às 9h no galpão da Folha 32, Nova Marabá e no Galpão do Bom Planalto, Cidade Nova. A tarde será realizada a entrega no abrigo da Praça do Pioneiro, no Bairro São Félix.

Na quarta-feira (22) a Prefeitura recebeu a doação de 298 cestas básicas do Supermercado Colinas. Ao todo, a Seaspac dispõe agora de 609 cestas básicas para doação. As equipes dos Centros de Referências de Assistência Social de Marabá (Cras) estão desde esta quinta-feira (23) catalogando as famílias nos abrigos para que seja feita a entrega.

A Seaspac ressalta que a entrega será feita de acordo com os registros da Defesa Civil do Município e que a secretaria irá até os desabrigados tomando as medidas de proteção necessária em relação ao novo Coronavirus. Além disso, todos os eventos da secretaria estão cancelados. Os Cras funcionam apenas em forma de agendamento e atendimento remoto, conforme portaria 337 do Ministério da Cidadania.

A Secretaria segue prestando auxilio aos moradores de rua da cidade através do Centro de Acolhimento POP e da Equipe de Busca e Abordagem. O Programa Família Acolhedora segue realizando o registro de cadastro das famílias, mas as visitas e capacitações estão suspensas.

Já o Programa Criança Feliz está realizando o acompanhamento das famílias via telefone ou site. “Montamos um plano de contingência e estabelecemos algumas ações. Entre elas, o atendimento via whatsapp. Para aquelas que não tem meios de comunicação fazemos visita in loco mantendo os critérios de proteção e distanciamento entre visitador e família”, conta o diretor técnica da Seaspac, Luiz Silva.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Sérgio Barros 

Acessibilidade