Seaspac: Idosos do CIPIAR soltam o grito de carnaval

Brincadeira foi feita durante em meio a palestra sobre saúde

Informação misturada com muita folia. Foi o que os idosos do Centro Integrado da Pessoa Idosa Antônio Rodrigues (Cipiar) participaram, nessa quinta-feira (20), de uma palestra interativa sobre saúde corporal, realizada por estudantes da Faculdade Carajás. Durante a programação também foi realizado o grito de carnaval do Cipiar.

Os estudantes explicaram para os idosos a importância das ações cotidianas de higiene como a troca de vestimentas, escovar os dentes e a necessidade de tomar banho com frequência.

“Temos idosos que necessitam dessas informações. Muitos abandonam conceitos básicos de higiene e relutam em fazer quando falamos com eles. Mas em forma de brincadeira como estão fazendo, isso se torna muito positivo. O lúdico chama muito atenção da pessoa”, conta Maria Onete Feliz, coordenadora do Cipiar.

Para chamar a atenção dos idosos, foram realizadas brincadeiras com balões, bingo com brindes relacionados à higiene pessoal, além de muita dança e euforia, aproveitando o ensejo do carnaval. “Hoje tentamos trazer algo dinâmico sobre higiene corporal e oral. Tivemos a palestra dinâmica e uma roda de conversa bem humorada e demos o primeiro grito de carnaval deles para confraternizar esse momento”, reforça a enfermeira Nylane Valente.

O idoso José Alves da Silva, 67 anos,disse ter aprendido muito com a ação. “Muito importante a gente estar participando, se tratando de saúde é fundamental, estar sempre orientado. A gente já sabia algumas coisas, mas todo dia aprendemos algo novo, muito bom”, pontuou.

Carnaval

Os idosos do Cipiar vão participar da abertura do Carnaval 2020 de Marabá, no sábado (22), na orla de Marabá, a partir das 17 horas. Os idosos do Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) do município também irão participar dessa grande festa.

Maria Onete explica que já estava marcado o ensaio para essa quinta-feira e como o pessoal veio dar a palestra, decidiram juntar as duas coisas. “Estamos nos preparando para esse momento com muita alegria. Eles estão muito animados. Muitos aqui não participaram na juventude e agora poderão brincar o carnaval. É um contato com essa cultura que é o carnaval brasileiro e mesmo com todas suas dificuldades e limitações eles estarão participando”, complementa.

José Alves ressalta alegria de poder participar desse momento. “Tudo serve para preencher nossos espaços. Preencher o tempo com alegria. Fazer algo para a vida, ficar sempre melhor não faz mal pra ninguém”, comenta.

O idoso Antônio Valdeir Sousa era o mais empolgado. “Está muito boa a festa, pena que vocês não vêm todo dia. Higiene é o que eu mais faço, estou preparado é pro carnaval, já estou até dançando”, brincou.

Antônio Valdeir Sousa

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos 

Veja outras fotos

 

 

 

Acessibilidade