Seaspac: Novos Conselheiros Tutelares tomam posse

Foi realizada nesta sexta-feira (10), no auditório da Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac), a cerimônia de posse dos 10 conselheiros titulares e 10 suplentes, que ficarão no cargo de 2019 a 2022. Ao todo foram 5 vagas para o Conselho Tutelar da Cidade Nova e 5 para o órgão da Nova Marabá.

A Secretária de Assistência Social, Nadjalucia Oliveira, recebeu os novos conselheiros e destacou que apesar do momento de festa os desafios são muito grandes. “Sabemos da fragilidade que muitas crianças passam em virtude da fragilidade das famílias. A figura do conselheiro vem para somar nessa proteção que é o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) dá. O conselheiro é o instrumento pra concretude dessa lei”, comenta.

O secretário de Planejamento e presidente da Comissão Especial da Eleição, Karam El Hajjar, destacou a tranquilidade do processo democrático que elegeu os conselheiros. “Agradecer a todos que ajudaram no andamento do processo. Parabenizar os escolhidos e lembrar que o conselheiro está aí para zelar pelo direito das crianças e adolescentes junto a comunidade”, acrescenta.

A conselheira tutelar reeleita, Francicléia Souza Santana, destacou que um grande desafio dos conselheiros é formular novas políticas públicas e incentivar a denúncia da população. “Precisamos levar esse entendimento de que o conselho está ai para zelar pelos direitos das crianças e não para trazer problemas a família. Somos parceiros da família para fortalecer aquilo que estiver fragilizado”, reforça.

Walmor Costa, chefe de gabinete da Prefeitura, destacou o apoio que o município dá ao conselho através da Seaspac e parabenizou os novos conselheiros. “São cargos importantíssimos para o município. Uma responsabilidade tremenda e enorme. Quero parabenizá-los pelo arrojo e coragem que estão tendo. Você é conselheiro tutelar 24h por dia, dia e noite. Não é uma função fácil de exercer”, conclui.

O vereador, Pedro Correa (PTB), esteve presente representando o Poder Legislativo. “Nosso objetivo é justamente fortalecer esse apoio aos novos conselheiros porque o Estatuto determina que haja um cuidado especial. Vim aqui representar o Poder Legislativo e chancelar esse apoio aos companheiros para que possam exercer sua função”, complementa.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos

Acessibilidade