SEASPAC: Programa Acessuas Trabalho treina jovens para busca de emprego

Nesta quarta-feira (16), o Acessuas Trabalho, em parceria com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), promoveu o Projeto Acolhida na Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac). As oficinas foram realizadas em duas turmas (manhã e tarde), orientando cerca de 60 jovens.

Esses jovens que, por intermédio da Seaspac, via Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho, participaram de oficinas de autoestima, confiança/autoconfiança, tomada de decisão e criatividade, estão aprendendo como melhorar a performance e a utilizar ferramentas (online) para o acesso às vagas disponibilizadas no portal CIEE.

A coordenadora do Programa Acessuas Trabalho, Kelly Cortez, avalia a parceria com o CIEE. “É de grande importância a parceria do CIEE com o Acessuas trabalho, para que possamos tirar esses jovens e adolescentes vulneráveis e ajudá-los a ingressar no Jovem Aprendiz, bem como a entrarem no seu primeiro estágio, visando assim uma melhoria para a população. Estamos apostando em fazer novas parcerias, assim como com  CIEE, e também para cursos, estágios, primeiro emprego para os adultos, pois nosso foco são pessoas de 14 a 59 anos de idade”, acrescenta.

Segundo a Assistente Social Juliana Leal, o objetivo do treinamento é esclarecer aos jovens o trabalho realizado pelo CIEE, a importância do cadastro e o acompanhamento das vagas através do Portal CIEE e a diferença entre o Programa Aprendiz e o Programa Estágio.

No Programa Estágio (Lei N° 11.788/2008), o interessado deve estar regularmente matriculado e frequentando uma instituição de ensino, à nível médio, técnico ou superior. O conhecimento adquirido no estágio é importante para a preparação e prática profissional, onde o estagiário é acompanhado e orientado por um supervisor da área afim. E o Programa Aprendiz é para adolescentes e jovens na faixa etária de 14 a 24 anos (incompletos), que estejam cursando o ensino fundamental, médio ou concluído o ensino regular, sendo importante frisar que o Aprendiz tem os direitos trabalhistas garantidos, como assinatura na CTPS, salário mínimo-hora, 13° salário e férias remuneradas (a partir de 12 meses). Os dois Programas tem remuneração, porém o interessado deve se dedicar aos estudos, ter responsabilidade e capacitar-se através dos. cursos de capacitação

Por isso, antes de escolher uma vaga, cada jovem deve observar para qual oportunidade ele está mais apto e preparado, considerando idade, nível de estudo, documentação que possui, entre outros.

O treinamento desta quarta também leva em conta o que o mundo do trabalho procura no profissional. Sendo frisado pelas equipes ACESSUAS e CIEE a importância da responsabilidade, assiduidade, pontualidade , comportamento e marketing pessoal, para um futuro promissor na vida profissional dos jovens participantes

 

 

 

 

 

 

 

Texto: João Batista 
Fotos: Divulgação 

Acessibilidade