Seaspac: Programa Criança Feliz fará acompanhamento de famílias via telefone ou site

Como medida preventiva à pandemia, a Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) vai substituir os as visitas domiciliares do Programa Criança Feliz, temporariamente, para atendimento online.

Instituído pelo Governo Federal, o Programa Criança Feliz (PCF) tem caráter intersetorial e visa promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, incluindo nesse contexto respectivas famílias.

Segundo Luiz Silva, coordenador do PCF em Marabá, o programa que busca oferecer ações de saúde, educação, assistência social, cultura e direitos humanos, tem no momento um total de 412 famílias, entre elas, 96 gestantes e 316 crianças de 0 a 72 meses, que são acompanhadas mensalmente.

Para garantir a segurança e a saúde dos usuários e profissionais, para evitar o contato pessoal, segundo preconiza o Ministério da Cidadania. Entre as medidas adaptadas estão: Acompanhamento remoto via telefone e mensagem de Whatsapp; ou ainda pelo site do programa no município http://www.pcfmaraba.com.br, onde na tarde desta segunda feira, 30 de março, foi acrescentada uma aba com propostas de atividades e orientações.

Ainda de acordo com o coordenador do PCF, as orientações tem base na Portaria N°337, de 24 de Março de 2020 do Ministério da Cidadania, com o intuito de dar continuidade nos acompanhamentos e atividades que o município desenvolve em prol da primeira infância.

Embora os profissionais estejam orientados a oferecer atividades de acompanhamento e monitoramento remoto, Luiz acredita que a suspensão, mesmo que temporária, fará falta para essas pessoas, porque “as famílias estão acostumadas com a presença dos visitadores em suas residências”.

Texto: João Batista
Fotos: Arquivo

Acessibilidade