SEASPAC: Projeto CRAS nos Bairros leva atendimento para a Casa do Amizade, na Vila Poupex

Os profissionais do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Amapá estiveram, na nesta sexta-feira (18), na Casa do Amizade, na Avenida Minas Gerais, na Vila Poupex. A ação faz parte do Projeto CRAS nos Bairros e leva serviços do Centro para as localidades mais distantes da área de abrangência.

A ação ocorreu das 8 às 14 horas e foi iniciada com o acolhimento das pessoas presentes e uma palestra sobre o Bolsa Família.  Foi oferecido o serviço de cadastro ou atualização do CadÚnico, carteira do idoso, atendimentos psicológico e social. E teve brinquedoteca para as crianças se divertirem, enquanto as mamães eram atendidas.

A coordenadora do CRAS Amapá, Edileuza Athie, explica que nos próximos meses serão realizadas novas ações em bairros diferentes “Faremos mais duas ações desta esse ano, em novembro e em dezembro. Muitas vezes as pessoas não conseguem chegar ao CRAS e, às vezes, são as que mais necessitam. Então estamos descentralizando isso, saindo de dentro do Centro e levando até quem precisa”, reforça.

Na sexta foram atendidas pessoas do bairros Filadélfia, Vale do Itacaiunas, São Miguel da Conquista e Vila Poupex. Um dos atendidos foi aposentado Natanael Barros de Araújo, morador do Vale do Itacaiunas, que aproveitou para atualizar o CadÚnico. “Bom demais essa oportunidade, não precisamos estar correndo para os outros bairros. Virem aqui, me ajudou muito”, comenta.

Saúde

Além dos serviços sociais do CRAS, as pessoas puderam realizar aferição da pressão arterial, teste de glicemia, complementação do calendário de Vitamina A para crianças de 6 meses a 5 anos, atendimento médico com clínico geral e consulta de enfermagem. Os serviços de saúde foram propiciados devido parceria com a Unidade Básica de Saúde (UBS) Jaime Pinto.

A dona de casa Kelly Pereira Cunha aproveitou a oportunidade para levar a sobrinha, a pequena Eduarda Ferreira Lima. “Estou achando muito legal, está ajudando várias pessoas. Vim fazer o teste de glicemia, verificar PA e também trazer minha sobrinha para tomar vitamina A.  Todos deveriam aproveitar essa oportunidade que facilita a vida das pessoas do bairro”, completa.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio 

 

Acessibilidade