SEASPAC: SERVIDORES RECEBEM CAPACITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA CRIANÇA FELIZ

Um grupo de cerca de 13 servidores iniciou nesta segunda-feira (05) no auditório da Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac), um curso de capacitação visando a implantação do Programa Criança Feliz (PCF) em Marabá, que deverá abranger cerca de 400 famílias beneficiárias de programas de renda mínima, com o intuito de promover o desenvolvimento infantil integral.

O Programa prioriza desde o apoio à gestante e à família, na preparação para o nascimento do bebê, até a crianças de até três anos de idade e suas famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família; e ainda crianças de até seis anos de idade e suas famílias favorecidas pelo Benefício de Prestação Continuada.

No que tange ao Sistema Único de Assistência Social, o PCF se destaca no fortalecimento de vínculos familiares e comunitários; suporte e apoio à família para o fortalecimento da capacidade protetiva; atenção às vulnerabilidades do ciclo de vida (0-6 anos); atenção prioritária às pessoas com deficiência; cuidados e proteção a crianças afastadas do convívio familiar, mediante aplicação de medida protetiva.

A capacitação, que vai até a próxima sexta-feira (manhã e tarde) destina-se à formação de oito visitadores domiciliares (dois para cada CRAS), quatro supervisores (um para cada CRAS), e um técnico de referência.

A programação, dentre outros tópicos, enfatiza o seguinte: Acolhida das famílias às primeiras visitas; acolhida das famílias no território; metodologia de visita domiciliar às gestantes; visita domiciliar para crianças do BPC; debates; orientações para trabalho em grupo; dinâmicas e métodos para o desenvolvimento da criança.

O PCF é custeado pelo Governo Federal, por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, mas não se trata de não se trata de uma iniciativa de distribuição de renda. O programa só busca o acompanhamento das famílias mais de perto, oferecendo-lhes apoio para o desenvolvimento das crianças.

ACESSIBILIDADE
X