Seaspac: Setor de emprego e renda já beneficiou mais 3 mil pessoas com cursos e oficinas

As oficinas são realizadas em parcerias com comunidades, Ongs, instituições e os CRAS e CREAS da cidade e podem ser solicitadas por meio de ofício

Desde o ano passado, 3168 pessoas já foram beneficiadas com as oficinas realizadas pelo Departamento de Geração de Emprego e Renda da Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (SEASPAC). As oficinas são realizadas diariamente, atendem 25 pessoas por aula e tem como objetivo propiciar renda às famílias de baixa renda, auxiliando no combate à pobreza e exclusão.

Amendoim caramelado, doce de feijão, geladinho gourmet, sabão em barra, brilha alumínio, biscoito, ovo de páscoa, sabonete artesanal, bolsas de lona, avental multiuso, são apenas alguns dos cursos que foram oferecidos durante esse período. Além disso, novas oficinas estão sempre surgindo, como é o caso da reciclagem que deve ser realizada com pessoas da 3º idade. Os cursos são realizados tanto na zona urbana, quanto na zona rural da cidade.

As oficinas são realizadas em parcerias com comunidades, Ongs, instituições e os CRAS e CREAS da cidade. “Todos os dias estamos em um local diferente, basta com que a comunidade nos procure e faça o ofício, a SEASPAC propicia o material, professor e todo resto necessário”, comenta Derace Muriel Frota, diretora do Departamento de Emprego e Renda.

Na última quinta-feira (18) a equipe esteve no Instituto Casa da Criança, no Bairro Santa Rosa, que atende mulheres e crianças do bairro, com aulas de balé, leitura e costura. A oficina ofertada foi a de docinhos de leite em pó. “Para nós é muito importante vir essa oficina para cá. A maioria das pessoas é baixa renda e é uma forma de dar um extra a elas e desenvolver nova habilidades”, comenta Deuzanira da Paz, coordenadora do Instituto.

A aluna Fabíola Ribeiro Paixão, conta que o curso a ajuda não só a aprender coisas novas como a se sentir empoderada. “Traz algo para fazermos para ajudar na casa, teremos uma profissão e isso é muito importante. Para mim é bastante gratificante, estou aprendendo e tendo crescimento e empoderamento maior”, acrescenta.

Uma das instrutoras do departamento é Joseane Galvão. Ela conta que fica feliz em ver tantas pessoas sendo ajudadas pelo projeto. “A grande maioria dos alunos são mulheres. Recebem a gente sempre com muita alegria e entusiasmo. Costumam estar cruas, nunca manusearam os equipamentos e quando conseguem produzir podemos ver nas expressões a satisfação que sentem naquele momento”. Joseane conta que cada aula daquelas custaria em média 125 reais e a Prefeitura disponibiliza de graça para as pessoas.

Durante esses 2 anos, as oficinas já passaram pela Vila Sororó, Vila Santa Fé, Vila Sarandi, Brejo do Meio, Murumuru, Residencial Tiradentes, Coca Cola, Bairro da Paz, entre outros locais da cidade.

O Departamento de Geração de Emprego e Renda também participa do Projeto Feira do Empreendedor, projeto de artesanato que tem como objetivo principal disponibilizar espaços para os artesãos da cidade apresentarem, divulgarem e comercializarem seus produtos. O projeto conta hoje com mais de 100 artesãos cadastrados e já atuou nas Praças no shopping, na Expoama e outros eventos do município.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Hilton Rodrigues

Acessibilidade