Semed: Aulas na rede municipal de ensino iniciam na próxima segunda-feira (20)

Os pais que ainda estão em busca de vaga para os filhos em escolas municipais terão até esta sexta-feira (17) para garantir a matrícula. O município conta com cerca de 200 escolas na cidade e no campo, atendendo alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental.

De acordo com o secretário adjunto de Educação, Orlando Lima Morais, este é o segundo ano que a SEMED realiza a pré-matrícula online e considera que o resultado tem sido positivo, diminuindo em mais de 70% as dificuldades enfrentadas pelos pais para matricularem os filhos entre 2019 e 2020.

Ele explica ainda que o principal problema de matrícula, que surgiu este ano, diz respeito aos pais que querem matrícula dos filhos em determinada escola, geralmente porque ela passou a ser reconhecida na comunidade por sua qualidade de ensino elogiável. “Nos últimos anos estamos focados em garantir que todas as escolas tenham o mesmo padrão de ensino. Talvez por isso, em 2020 não tivemos tanta gente procurando a mesma escola e a SEMED, posteriormente”, analisa Orlando.

Por sua vez, o diretor de Ensino Urbano da Secretaria Municipal de Educação, Fabio Rogério Gomes, explica que há uma comissão de profissionais da Semed formada para atender aos pais que tiveram dificuldades para efetuar a matrícula pela Internet. “Alguns pais que fizeram a matrícula no cyber acabaram escolhendo a série errada e a nossa equipe está aqui para corrigir esse equívoco”, explica.

Ainda de acordo com Fábio, outro problema recorrente é que os pais têm preferência por escola, como por exemplo o Anísio Teixeira e o Colégio Militar Rio Tocantins (CMRio). “Infelizmente, não há essa garantia de que a criança vai estudar exatamente onde o pai gostaria. Aqui na SEMED, nos casos excepcionais, fazemos uma triagem de endereço para alocar o aluno na escola mais próxima. A garantia que a gente dá é que todos em idade escolar serão matriculados”, sustentou.

Já nos Núcleos de Educação Infantil (NEI’s) o problema encontrado pela SEMED é em relação à idade dos alunos, pois muitos pais exigem a matrícula para crianças de 3 anos de idade. Mas, segundo o diretor de Ensino Urbano, uma resolução do Conselho Nacional de Educação garante vagas para crianças a partir de 4 anos de idade. “A prioridade são crianças com 4 e 5 anos, por lei. A medida que as vagas vão sendo disponibilizadas, nós abrimos turmas de alunos de 3 anos. Então, esse é o encaminhamento e a gente pede a compreensão dos pais”, esclarece, ressaltando que crianças que completam 4 anos até 31 de março deste ano também estão incluídas no grupo prioritário.

O ano letivo começa oficialmente a partir de segunda-feira (20) em todas as escolas da rede municipal, incluindo a maioria do campo.

ZONA RURAL

Já na zona rural de Marabá, segundo a diretora de Ensino do Campo da SEMED, Valdirene Campos, não houve registro de problemas com as matrículas, pois cada comunidade tem uma escola e os pais podem procurar a instituição diretamente para matricular os filhos.

São, ao todo, 90 escolas e quatro NEI’s, sendo que em nove escolas o ano letivo já foi iniciado no dia 6 de janeiro em função das questões climáticas. “Essa decisão foi tomada em conjunto com as comunidades e Conselho Municipal de Educação para evitar possíveis paralisações nas escolas por causa das chuvas entre os meses de fevereiro e março”, explica Valdirene.

Assim, nas demais escolas que ainda estão recebendo matrículas o início das aulas também está previsto para o dia 20, próxima segunda-feira.

Texto e foto: Ulisses Pompeu 

Acessibilidade