Semed: Entrega de kits de merenda escolar em Marabá segue ininterrupta

Toda a equipe do setor está trabalhando diariamente para garantir que os estudantes recebam o benefício em suas escolas

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de Marabá segue, sem parar, seu cronograma de distribuição dos kits de merenda escolar, para atender os estudantes das redes municipal e estadual, da cidade e do campo.

A secretária Municipal de Educação, Marilza Leite, ressalta que a distribuição de alimentos neste período de suspensão de aulas devido à pandemia do coronavírus, segue as regras definidas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e as determinações do PNAE –Programa Nacional de Alimentação Escolar.

No Departamento de Merenda Escolar, 27 servidores trabalham todos os dias da semana na logística de preparar e enviar os kits de merenda para as escolas, que por sua vez os repassa para os alunos.

Em relação ao cronograma de entrega dos kits de merenda, Marilza Leite esclarece que já foram atendidos todos os alunos da Educação Infantil da zona urbana, e os alunos dos 1º e 2º segmentos do Ensino Fundamental da Marabá Pioneira.

São Félix e Morada Nova passaram a receber os alimentos nesta semana, e a estimativa é de que a entrega seja concluída até o final da próxima semana. Em seguida, será a vez do bairro Nova Marabá, e logo após, o bairro Cidade Nova.

Na etapa seguinte serão contemplados estudantes do campo, envolvendo todos os segmentos: Educação Infantil, Ensino Fundamental, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e Ensino Médio.

Concluída a entrega, terão sido atendidos quase 70.000 alunos da rede pública de Marabá. “Usamos os repasses dos recursos federais, mas o Município complementa com recursos próprios”, informa a secretária de Educação.

Augusto Alves Filho, coordenador do Departamento de Merenda Escolar da SEMED, lembra que os alimentos para o kit são adquiridos através de processo licitatório que inclui vários fornecedores, e neste período de pandemia alguns deles não estão conseguindo atender a demanda em tempo hábil, o que atrasa o serviço de entrega.

Augusto Alves explica, ainda, que não pode ampliar a equipe que trabalha no Centro de Distribuição de Merenda, para evitar aglomeração de pessoas por conta do coronavírus. “Estamos fazendo o máximo para agilizarmos a entrega, mas nos deparamos com um inimigo invisível e trabalhamos com vidas, com seres humanos. Quanto mais colocarmos pessoas para manipular esses alimentos, mais risco de contaminação haverá”, adverte.

O coordenador do Departamento de Merenda ressalva, também, que diferente de outros municípios da região e do País, Marabá atende 252 escolas com merenda escolar (municipais e estaduais), e muitas delas estão localizadas a mais de 150 km da sede.

Por fim, Augusto Alves garante que os alimentos que estão sendo enviados para os alunos foram selecionados por sete nutricionistas, mantendo proteínas, lipídios e carboidratos. “No kit, temos também carne moída, filé de frango ou sardinha, tudo confeccionado de modo a atender os alunos nutricionalmente”, diz ele.

Texto: Ulisses Pompeu
Fotos: Magno Barros

Acessibilidade