Semed: Escola Cristo Rei desenvolve talentos no esporte, na arte e na música

Oito alunos da Escola participaram do Jep’s e foram contemplados com medalhas durante cerimônia de premiação, realizada no dia 03 de março, na própria Escola Cristo Rei.

Em 2019 a aluna do 8° ano da Escola Cristo Rei, localizada no Bairro Jardim União, Yasmin Lima Medeiros, atravessou o país para representar o Estado do Pará nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), realizado em Blumenau, Santa Catarina. A adolescente de 13 anos foi a campeã dos Jogos Estudantis Paraenses (JEP’S) na modalidade de Xadrez.

Até chegar a Blumenau para os jogos nacionais, Yasmin percorreu um grande trajeto. Primeiro foi campeã marabaense, depois viajou para Rondon do Pará, aonde disputou as seletivas, chegando, por fim, a Belém para o JEPS. “Ganhei a última partida de 2 a 1, a que me garantiu a vaga para Blumenau. Joguei partidas no modo blitz e no modo tradicional”, conta. Modo blitz são partidas realizadas com uma limitação de tempo curta para que o jogador execute a jogada.

Na véspera de Blumenau, Yasmin conta que treinou diariamente. Lá realizou vários jogos, pela categoria 12 a 14 anos, conseguindo vitórias, empates e derrotas. “Jogo mais pesado, difícil. Distrito Federal estava muito forte. As partidas são muito mais longas, estava muito nervosa, mas aprendi muito”, comenta.

Não conseguiu trazer medalhas, mas trouxe consigo muita experiência e garante que se esforçará para viver isso novamente. Foi a primeira vez que a adolescente viajou para tão longe de casa. “Xadrez nos dá capacidade de pensamento, aprendemos a ter paciência, muita paciência e desenvolver estratégias e modos diferentes de ver a mesma coisa para saber como agir. Aprendi e vou tentar fazer de novo e melhor”, comenta.

O professor de xadrez Escola Cristo Rei, Valdinei Piane, garante que a aluna é uma inspiração para eles, que a disciplina tem sido muito bem recebida pelos alunos e ressalta os benefícios da prática na formação da criança. “Eles tem gostado muito. É uma disciplina boa, não pode ter cansaço mental, tem que ser disciplinado, te obriga a pensar, bolar estratégias de como ser cada vez melhor. Ter foco, espírito competitivo mas voltado para o bem, sem atrapalhar a auto estima. É uma cultura que temos trazer cada vez mais para o município”, reforça.

O Xadrez é hoje considerado um dos cinco esportes da mente pela Associação Internacional de Esportes da Mente (IMSA) ao lado de Bridge, Damas, Go e Pôquer. Sua prática é recomendada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), sendo considerado de grande auxílio para desenvolver o raciocínio lógico em crianças, adolescentes e adultos.

As aulas de xadrez são parte da grade curricular da Escola Cristo Rei, inaugurada pela gestão atual em 2018, que também oferece outras atividades como balé, música e capoeira. No xadrez são três turmas de manhã e três turmas a tarde, sempre no contraturno do horário do ensino regular. Não há distinção de idade entre as turmas. As aulas são dadas na segunda, terça, quarta e sexta-feira. Na quinta-feira é liberado para que todos os alunos possam praticar e tirar dúvidas.

Música, dança e arte

Além do xadrez a Escola Cristo Rei oferece outras atividades extras com seus estudantes. A coordenadora da Escola, Ilza Maria da Silva Costa, explica que os alunos são separados por aptidão, de acordo com suas preferências. “O Projeto visa trabalhar as múltiplas inteligências que um cidadão pode desenvolver. Além disso, é uma oportunidade de descobrir talentos. Muitas vezes a pessoa tem uma aptidão, mas passa desapercebido pela vida. É uma possibilidade de crescimento para que mais tarde possa alcançar o que deseja”. Explica.

Ilza também destaca que as atividades também desempenham um forte papel social. “As aulas também afastam eles das drogas, da prostituição e outros problemas sociais comuns nessa idade. Principalmente para nós que estamos localizados em um bairro um pouco mais afastado e periférico”, acrescenta.

Uma das aulas que está fazendo grande sucesso é a de balé. A professora Adriana Souza, explica que a escola trabalha tanto o balé clássico como o contemporâneo. “Também temos pitadas de teatro dentro do balé, então são vários estilos, conhecimentos e práticas diferentes que se acaba tendo. A dança em si trabalha a autoestima, coordenação, disciplina, esforço que vem com a prática”, completa. A aula também possui alunos com necessidades especiais, praticando a inclusão social.

A jovem Emilly Santos Santana, 11 anos, é uma das alunas que está aproveitando a oportunidade. “Estou gostando, aprendo vários movimentos, me ajuda a ter mais postura, disciplina, gosto muito de dançar e aprender”, comenta.

Outra disciplina oferecida é a de música. O professor, Carlos Eduardo Galvão da Costa, explica que a aula ensina texto e matemática musical, desde a leitura de partituras, figuras, valores, cantos e notas. As aulas ocorrem duas vezes por semana, com cada aluno tendo quatro horas de aula semanais. “A música tem um alinhamento educacional com tudo, é importante por que o conhecimento aprendido fica com a vida, e talvez para profissão.”, ressalta.

Alguns dos instrumentos trabalhados na Escola são trompete, saxofone, flauta doce, flauta transversal, percussão e bateria. A aluna da 6° série, Maria Eduarda, 11 anos, está aprendendo flauta doce e conta que pretende adquirir o conhecimento e seguir carreira na música. “A aula é boa, aprendemos muito, desenvolvemos cada vez mais. Sonho em entrar no exército para tocar na banda. É uma atividade que gosto de fazer e acho tranquila, só precisa dedicação e estou aproveitando essa oportunidade”, comemora a aluna.

Coordenadora da Escola, Ilza Maria da Silva

Alunos que receberam medalhas:

Yasmim – 1º lugar no xadrez

Kailani Alves – 1º lugar Corrida – Atletismo 15 metros

Vitor Soares 1º lugar – Atletismo – Corrida 60 metros

Eufrázio Neto  – 2º lugar – Revezamento

Weslen dos Santos – 2º lugar – Revezamento

Luana da Silva – 2º lugar – Revezamento

Jean Cantuário – 2º lugar – Revezamento

Ivan Gomes – 3º lugar Atletismo 600m rasos

Eufrázio – 3º lugar- 100 m rasos

Kevin do Nascimento 3º lugar corrida 60m

Ivan Gomes – 3º 600m rasos

Vitor Soares- 2º lugar revezamento

Vitor Soares – 3º lugar 600m rasos

Vitor Soares – 3º lugar salto a distancia

Veja mais fotos:

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade