Semed: Painéis em grafite na Escola Cristo Rei ressaltam o projeto “Ordem Unida”

Agora, além de lugar de aprendizagem, a Escola Cristo Rei é espaço público de arte

Cinco desenhos em grafite no muro da Escola Municipal Cristo Rei, que fica no Bairro Jardim União, destacaram o projeto “Ordem Unida”. A Secretaria Municipal de Educação (Semed), juntamente com a gestão da escola, idealizou o projeto, que foi finalizado nesta sexta-feira (24), em 18 metros de pura inspiração, pelo artista visual Bino Souza.  Uma das filhas caçulas da Semed, a escola Cristo Rei, inaugurada em 2018, já colhe frutos proveitosos com trabalhos, que vão além do ensino comum na sala de aula.

Ao retornarem às aulas, após o período de atividades remotas, professores, alunos, pais, transeuntes e condutores de veículos e bicicletas que passarem pela Escola Cristo Rei vão contemplar cinco murais na fachada da escola. Todos eles representam segmentos do projeto “Ordem Unida”, carro-chefe da instituição escolar. “Em parceria com a Semed conseguimos a concretização deste projeto artístico. Conversei em reunião com a secretária de Educação, Marilza de Oliveira Leite, que atendeu de prontidão nosso desejo através do trabalho do artista Bino Souza”, explicou a diretora da escola, Gleide Hartuique.

A gestora escolar elogia a arte de Bino Souza que está mudando a cara de Marabá, não apenas pelo fato de pintar painéis a céu aberto, mas sobretudo, por proporcionar um colorido diferente para diversas paisagens da cidade, como muros de praças, caixas d´águas, fachadas de escolas entre outros locais.  “O artista Bino consegue captar essa arte, o que desejamos.  Queremos que o coração da criança ou do adulto estremeça através da arte”, detalhou a gestora, complementando que cada pessoa que olhar para o muro da escola terá uma leitura diferenciada dos projetos ali desenvolvidos.

Gleide Hartuique, diretora da escola

GRAFITE

O primeiro mural tem a imagem de capoeiristas ao lado de livros, representando o esporte de origem africana desenvolvido na Cristo Rei. Logo em seguida, a imagem em grafite de um saxofone dá vida à música, também ofertada em aulas extras na escola. Ao lado do saxofone, uma peça de xadrez mostra mais uma modalidade oferecida na instituição, depois vemos uma bailarina, ilustrando a delicadeza da dança. Máscaras que representam o teatro desenvolvido na escola, compõem o muro artístico e, por fim, um soldado com a bandeira do Brasil, ilustra o projeto “Ordem Unida”, que é o capitão de todas as artes implantadas na escola.

“A diretora queria que cada segmento fosse representado por uma imagem, então eu busquei imagens e tentei fazer um painel que pudesse interagir todas as ilustrações dentro de uma mesma cena, só que sobre um olhar de ordem. A Ordem Unida faz a representação de tudo”, resumiu Bino Souza.

Bino Sousa

A arte de Bino Souza é cortada por muitas cores e representações, o que amarra os desenhos são folhagens com flores, fazendo uma leitura do que é a floresta Amazônica.

Texto: Emilly Coelho
Fotos: Divulgação

Acessibilidade