SEMEL: Aulas de futsal do “Esporte do Futuro” promovem integração no contraturno escolar

Para se cadastrar no Projeto, os pais devem comparecer à SEMEL, em posse dos documentos pessoais.

Todas segundas e quartas-feiras Melissa Lorrayne e Cristian Emanuel se dirigem ao Ginásio Poliesportivo Renato Veloso, na Folha 16, para terem aulas de futsal. Os dois fazem parte do Projeto Esporte do Futuro, da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), que visa ensinar os fundamentos básicos do esporte para criança de 8 a 14 anos de idade.

“Fiquei sabendo por amigos que já treinavam aqui. Estou no projeto já fazem dois anos. Comecei a treinar e já aprendi muita coisa”, conta o jovem Cristian, 13 anos, estudante da Escola Salomé Carvalho. A prioridade nas inscrições são dadas para as crianças da rede de ensino do município.

Foi através da escola que a jovem Melissa Lorrayne, 13 anos, estudante da João Anastácio descobriu recentemente o projeto. A menina fez sua inscrição e está na segunda semana de aula. “Os meninos ficavam conversando sobre isso no intervalo das aulas e eu perguntei para eles. Fiquei feliz que seja para meninos e meninas. Já aprendi diferentes fundamentos como chutar, dominar, passar, etc”, comemora a menina.

As aulas de futsal ocorrem das 8h30min às 10h e das 14h30min às 16h, sempre nas segundas e quartas, com 25 alunos pela manhã e 25 pela tarde. Ao todo o projeto contempla mais de 100 crianças, incluindo a modalidade de vôlei, que ocorre nas terças e sextas pela manhã. Para completar há também as aulas de Karatê, durante as terças e sextas-feiras, no período da tarde.

O professor da Semel, responsável pelas aulas de futsal, Ney Alves, explica que a principal intenção é praticar o esporte como ação socioeducativa de integração e que os alunos têm aulas sempre no contraturno escolar. “O projeto compreende atividades, aonde as crianças têm oportunidade de ter o contato com esporte e seus fundamentos. Visa não só permitir o espaço de lazer mas ensinar os fundamentos e corrigir posicionamento. Não temos como finalidade formar atletas aqui, mas obviamente se tiver alguém com potencial podemos conduzir para um processo mais evoluído do treinamento”, explica.

Para se cadastrar é preciso que o pai procure a Semel com uma declaração de matrícula da escola, uma foto e o documento de identidade ou certidão de nascimento das crianças. Também é necessário o acompanhamento do boletim, pois é feito um acompanhamento das notas do aluno evitando que ele apresente muitas faltas ou baixo rendimento escolar.

Ligeirim

Outro projeto em andamento pela Semel é o Projeto Ligeirim, que prevê atividades de orientação aos praticantes de caminhada da cidade. A equipe da Semel está presente todas quartas-feiras a partir da 6h, na Praça do Idoso e às sextas-feiras, na pista de caminhada próximo à Praça da Criança.

“Orientamos os caminhantes do local e fazemos aferição do PA. Nesse sentido tiramos dúvidas acerca de nutrição, dos exercícios físicos e de como conduzir possíveis trabalhos para saúde, controle de peso etc. Como melhorar ainda mais a qualidade de vida através da caminhada”, explica Ney Alves

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio

ACESSIBILIDADE
X