Semma: Fiscalização da piracema apreende pescado ilegal na Feira da 28

Uma denúncia anônima, na quinta-feira (23), de que havia um box ‘abandonado’ na Feira da Folha 28, servindo como depósito ilegal de pescado, foi checada pela fiscalização da SEMMA – Secretaria Municipal de Meio Ambiente – e Guarda Municipal de Marabá, onde realmente estavam estocados 177 quilos de pescado.

O local comportava três caixas (isopor) com peixes das espécies tucunaré, mandi-moela, tambaqui (do qual estava misturado com os demais pra encobrir). As caixas foram apreendidas e depois de pesadas os quase 180 quilos de pescado foram doados para o projeto Mesa Brasil do SESC e para a comunidade Vila São José, por intermédio de Associação de Moradores da vila.

Segundo Paulo Chaves, coordenador de Fiscalização da SEMMA, ninguém na feira quis se pronunciar sobre a origem e propriedade do pescado, o que será objetivo de futura busca e consequente responsabilização, conforme determina a legislação, considerando que essas espécies estão amparadas no defeso da piracema.

Texto: João Batista 
Foto: Divulgação 

Acessibilidade