Semma: Fiscalização do defeso da piracema apreende pescado e malhadeiras

(2 de dezembro de 2020)

No último fim de semana, 27 a 29 de novembro, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) teve muito trabalho na fiscalização da piracema, assim como no combate à poluição sonora.

A fiscalização da SEMMA conta com o indispensável apoio da Guarda Municipal de Marabá, tanto no enfrentamento à poluição sonora, que teve 25, das mais de 50 denúncias encaminhadas, quanto no defeso da piracema.

De acordo com o Balanço de Final de Semana, as reclamações de poluição sonora advêm de todos os núcleos, sendo os mais frequentes Nova Marabá, 28 reclamações; e Cidade Nova, com 22 denúncias, ou seja, mais 90% de todos os crimes da espécie. Nesse período, a poluição sonora rendeu uma notificação, o que obriga o responsável a comparecer à SEMMA para responder a inquérito administrativo e pagamento de multa.

Defeso da piracema

A fiscalização referente ao defeso da piracema acontece tanto por terra, inclusive vicinais, e nos rios Tocantins e Itacaiunas. No último fim de semana, as fiscalizações ocorreram entre a Vila do Espirito Santo, em Marabá, e Lago dos Macacos, no vizinho município de Itupiranga; e trecho do Rio Itacaiunas.

Foram apreendidos 3.200 metros de redes de pesca, 55 quilos de pescado, várias espécies; duas tarrafas e 40 metros de espinhel, ao longo do Rio Tocantins, sentido Itupiranga, e margem do rio, área do Lago dos Macacos; próximo à ponte do Rio Itacaiunas; e próximo à Mangueira; e na divisa com Itupiranga.

Entre os dias 26 a 29 de novembro, foram atendidas 23 denúncias de poluição sonora, as quais foram atendidas e resolvidas no local, com orientações educativas, todas estas ocorrências referentes à crimes ambientais são acompanhadas pela SEMMA.

 

As denúncias também podem ser feitas pelo Linha Verde, através do app Disque Denúncia Sul e Sudeste, e pelo telefone  (94) 3312-3350.

Texto: João Batista
Fotos: Divulgação Semma

Veja outras fotos: