Setembro Amarelo: Ação na UBS Maria Bico Doce alerta comunidade sobre os cuidados com a Saúde Mental

Esperamos que as pessoas possam se enxergar, olhar também para pessoas ao seu entorno, amigos, colegas de trabalho, familiares

Maria Rosa dos Santos, de 53 anos, é uma mulher de aparência séria e tem uma história de cheia de dificuldades. A dona de casa é mãe de dois filhos adultos e convive há 15 anos com a esquizofrenia. Ela só percebeu a doença dos filhos quando completaram 18 anos, e então passou a buscar ajuda para eles. Atualmente eles estão com 31 anos e 33 anos.

Um dos filhos já tentou suicídio, para o desespero da mãe e felizmente saiu com vida. “As pessoas têm que tomar cuidado. Eu me sinto muito mal, ainda mais agora que perdi o meu marido há um ano. Eu fico nervosa, às vezes até saio de casa”, desabafa a dona de casa.

Casos como o de Maria Rosa são mais comum do que se imagina. Com tantas preocupações a dona de casa esqueceu de cuidar da própria saúde. Mas nesta última quinta-feira, (19), ela deu um passo importante, fez questão de participar do “dia D” da campanha Setembro Amarelo, na Unidade de Saúde Maria Bico Doce, no São Félix Pioneiro, onde participou de uma palestra sobre os cuidados com a saúde mental.

A equipe da UBS preparou um ambiente para funcionários e comunidade em geral, acolhedor com muitas informações preventivas contra o suicido. As mensagens traziam frases importantes para quebrar paradigmas: “Não é falta de Deus”, “Não é frescura”, “Não é drama”, “Não deixe o silêncio falar mais alto”.

Doracy Barbosa, gerente do postinho, disse que esses alertas foram intensificados desde o início do mês, em combate ao casos depressivos e tentativas de suicídios ocorridos na cidade.

“A gente tem facilitado o atendimento dessas pessoas com o clínico geral aqui no posto e não só daqueles que nos procuram, mas também aqueles que identificamos com o trabalho dos agentes comunitários” ressalta a gerente.

Doracy conta ainda, que na UBS Maria Bico Doce, o clínico geral encaminha os casos mais graves aos especialistas da rede. Aliás, o apoio na Rede Municipal de Saúde, foi um dos focos do enfermeiro João Augusto Miranda durante a palestra que proferiu. Foi a 13ª palestra realizada na Atenção Básica.

“Hoje temos no município uma rede bem estruturada, composta pelas 13 Unidades de Saúde Básica, CAPS, CEI e pela ala do psicossocial do Hospital Municipal, pra aqueles indivíduos que já não conseguiram ficar estabilizados dentro dessa rede ambulatorial”, destaca o enfermeiro.

Em Marabá, a campanha Setembro Amarelo é realizada pela Prefeitura de Marabá, sob a organização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Departamento Extramuro, CAPS e Ala Psicossocial do HMM. A principal mensagem da campanha é que as pessoas possam olhar atentamente para as outras no sentido de ajudá-las.

“Esperamos que as pessoas possam se enxergar, olhar também para pessoas ao seu entorno, amigos, colegas de trabalho, familiares. E que possa identificar alguma alteração que tenha no seus pensamentos e comportamentos a ponto de procurar ajuda, em alguns casos ajuda especializada na rede” enfatiza João Augusto.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio

ACESSIBILIDADE
X