Sevop: Cais dos bairros Amapá e Francisco Coelho seguem em obras

Está cada dia mais próximo o dia da entrega dos cais de contenção, às margens dos rios Tocantins e Itacaiunas, para as comunidades dos bairros Francisco Coelho e Amapá. As obras continuam normalmente mesmo com o período de chuvas e já é possível ver a estrutura tomando forma.

No Bairro Amapá, onde as obras estão mais avançadas, os operários estão trabalhando nas estruturas da rampa de pedestres do cais. Nos próximos dias, o local deve receber o aterro. “No Amapá está programado o aterro até a cota 77,00 deixando no nível das lajes. O aterro acontecerá na medida do possível, porque dependerá da ausência de chuvas ”, informa Thiago Lobo, engenheiro da Secretaria Municipal de Viação e Obras (Sevop).

Já no Bairro Francisco Coelho, o serviço tem sido de concretagem, armação dos blocos e montagem das peças pré-moldadas, que compõem os módulos permitindo a continuidade da orla. São 89 peças por módulo, com 30 metros de comprimento cada, sendo 14 módulos, incluindo as obras dos bairros Francisco Coelho e Amapá.

O engenheiro Thiago explica ainda que a colocação das peças pré-moldadas (colunas em concreto), como acontece agora, é uma etapa superior a instalação dos blocos de fundação na cabeça das estacas, que já foram realizadas. As estacas servem de apoio para o pórtico e formarão a estrutura da contenção”, pontua o engenheiro, ressaltando que, caso suba muito o nível dos rios, pode ser necessária a suspensão das atividades.

Engenheiro Thiago Lobo (arquivo)

Seu Raimundo Coelho, o Chengo, 76 anos, sempre morou às margens dos rios e faz questão de acompanhar a evolução das obras. Ele lembra-se bem da construção da Orla de Marabá, na Avenida Marechal Deodoro, e está feliz com as obras, que dão continuidade ao cartão postal da cidade. “Sempre tive a esperança de ver a continuidade do cais. Agora sendo feito. acompanhando, seguro, sendo bem feito. Eu tenho a esperança de ver ele pronto”, disse o pescador, que não abre mão de ver o pôr do sol e tomar banho nas águas dos rios.

Raimundo Coelho, Seu Chengo

O seu José Ribamar Marques Furtado, 70 anos, também é morador antigo do local e já tem planos para quando as obras tiverem concluídas. Ele pensa em abrir uma lanchonete na casa dele, para receber os visitantes e ter uma renda extra para a família. “Para nós aqui é a melhor coisa que a prefeitura fez para nós. muito bom, muito avexado o serviço. Vai valorizar. Estamos achando muito bom, todo mundo alegre aqui né?!, porque aqui era só um barranco, agora estamos vendo isso”, comenta o servidor público federal aposentado.

José Ribamar Marques

A execução das obras de infraestrutura portuária e de proteção das margens dos rios Tocantins e Itacaiunas é resultado de um convênio entre a Prefeitura de Marabá e o Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional. O valor total da obra está orçado em mais de 42 milhões de reais (R$42.170.000,00).

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Aline Nascimento /  Sérgio Barros (aéreas) 

Veja a galeria de imagens:

Fotos da obra do Amapá 

Imagens da obra do Francisco Coelho