Sevop: Nova Praça São Francisco terá brinquedos adaptados, 11 pontos de acessibilidade e chafariz

A entrega da Praça será no dia 31 de janeiro, às 19h30, com a participação de cantores locais Cleo Maya, Guto Silver e Júnior dos teclados.

A 2º etapa da reforma da Praça São Francisco, localizada na Cidade Nova, está quase concluída. A praça passou por uma revitalização completa, ganhando novos pontos de iluminação, jardinagem, uma nova fonte, novos brinquedos e equipamentos de ginástica. Além disso, o espaço contará com 11 pontos acessibilidade.

A praça agora terá dois parquinhos, um para crianças de até 6 anos de idade. Que está todo gradeado, visando prover maior segurança e tranquilidade para as mães que levem seus filhos pequenos para passear. O outro parquinho conta com sete brinquedos diferentes, sendo que dois deles, um balanço e um carrossel, são totalmente adaptados para crianças cadeirantes.

O tradicional chafariz foi mudado de lugar e agora passará a contar iluminação de led com várias tons diferentes. Cores que irão embelezar a cidade e também servirão para serem utilizadas em campanhas de conscientização, como Outubro Rosa ou Novembro Amarelo. Além disso a obra também contemplou a tradicional academia ao livre. São 11 equipamentos de ginástica que estão colocados próximo ao centro da Praça.

Ao todo foram implantados 10 novos postes para melhorar a iluminação e corrigir pontos cegos. A nova Praça São Francisco tem 17 jardineiras, bancos revestidos em granito, além dos quatro canteiros nas pontas que demarcam a área em frente à Igreja São Francisco. Neste pedaço foi colocado o piso korodur, de alto revestimento. “É a parte onde as pessoas andam de bicicleta e foi identificado que haviam muitos pisos quebrados. Por isso foi colocado um de melhor qualidade”, destaca Valber Araújo, engenheiro responsável pela obra. Também foi feito a revitalização da calçada, passeio e estacionamento.

Na praça há também uma área de lazer com elevação de 40 centímetros que conta com rampa de acessibilidade novos bancos. Os canteiros dessa área utilizam madeira reciclada dos dormentes que eram utilizados na Estrada de Ferro Carajás. O projeto conta também com pintura e troca dos bancos danificados, esgoto, parte hidráulica e revitalização de toda parte elétrica. As obras iniciaram no mês de maio de 2019.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Farias Júnior

Acessibilidade