Sevop: Prefeitura inicia as obras do Cais no bairro Amapá

0

O Porto das Canoinhas, no Bairro Amapá, nunca esteve tão movimentado. Desde segunda-feira (07), as máquinas da Prefeitura de Marabá trabalham intensamente no local, dando início ao aterro para a construção do muro de contenção e cais. O serviço é continuidade das obras de infraestrutura portuária e de proteção das margens dos Rios Tocantins e Itacaiunas, iniciadas em agosto desse ano. O projeto, orçado em R$ 42.170.000,00, é uma parceria entre Governo Federal e Prefeitura.

Dona Rita Bezerra Conceição, mora no local há mais de 40 anos. A casa onde vive com o marido e os quatro filhos fica de frente para o rio Itacaiunas, apreciar a paisagem é um costume de família. Ela inicialmente estranhou a movimentação das máquinas, mas está feliz com a chegada das obras. “A gente ficou surpresa, faz tempo que era pra sair essa obra, agora de repente. A gente vai morar de frente para orla, vamos ter acesso a uma coisa melhor, vai valorizar” comentou.

Seu Francisco Martins do Santos tem motivos de sobra para comemorar a chegada das obras. Morador há 49 anos do local, ele tem uma mercearia e não é só isso, o ribeirinho é pescador artesanal. A forte ligação com o Bairro Amapá é que faz com que o comerciante esteja feliz com o progresso. “Amo esse bairro. A gente sabia que um dia essa obra ia chegar, mas foi tão rápido. Vai trazer muitos benefícios, melhorias. Aqui vai ser um cais, um muro de contenção, tudo que vier pra nós é muito bom”, destacou.

O engenheiro da Sevop, Thiago André Lobo, explica que o projeto de infraestrutura portuária e de proteção das margens dos Rios Tocantins e Itacaiunas está dividido em duas partes nesse primeiro momento. Para deixar o terreno no nível regular, afim de iniciar as fundações pela empresa contratada, a Prefeitura está executando a parte que cabe a ela nesse projeto, tanto no bairro Francisco Coelho, quanto no bairro Amapá. “Essa obra nesse primeiro momento vai contemplar parte do bairro Francisco Coelho, ela vai fazer o contorno ali no encontro dos rios até o Conjunto Habitacional do PAC II. A fase seguinte será no bairro Amapá. Já temos dinheiro em caixa e na medida que a gente for consumindo o recurso, vai ser solicitada nova parte do recurso para gente completar o Cabelo Seco parte II e Folha 33”, explica.

Atualmente a Prefeitura conta com 12 milhões depositado em conta para execução dessa primeira parte. Outro serviço que também foi feito no Bairro Amapá foi a retirada de quatro casas do local. De acordo Túlio Casemiro, coordenador da Postura, as famílias foram incluídas no aluguel social e, em breve, a Prefeitura providenciará um terreno ou um nova moradia para elas.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos 

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X