Sevop: Reforma da Escola Odílio Maia, na Folha 08, entra em etapa final 

“Depois da reforma ficou melhor o clima também, porque os ventiladores estavam com problema. Agora sinto mais prazer em estudar, melhora tudo”, afirmou a aluna Mirele Oliveira Costa.

A revitalização da Escola “Odílio Rocha Maia”, localizada à Folha 8, Quadra 15, Lote Especial, Nova Marabá, entra em fase final. A melhoria na parte estrutural vai beneficiar cerca de 350 alunos, de 1º ao 9º ano, e mais de 40 funcionários que trabalham no espaço escolar.  A empresa licitada para execução dos serviços é a J.M.S Construções, e o valor da obra está orçado em R$ 237.464,94, pagos com recursos próprios e provenientes do FNDE.

 

 

 

 

 

 

Conforme o mestre de obras da empresa responsável, Mauro Lima, a reforma contempla revitalização do telhado (cerca de 30% foi substituído), pintura em todo o prédio, troca de piso dos corredores da escola e refeitório. Os banheiros também foram revitalizados, assim como a cerâmica da cozinha foi trocada, além de ventiladores e lâmpadas.

Na parte externa da escola, a quadra ganhou piso granilite e alambrado. Os vidros das portas e janelas foram trocados, e ainda a parte elétrica foi revisada e substituída nos casos de necessidade. Agora está faltando a pintura dos muros e ajustes na quadra.

 

 

 

 

 

 

REPERCUSSÃO

A reforma ainda não terminou na escola, mas a comunidade já consegue ver os resultados. Segundo a coordenadora pedagógica Rosirene de Aquino Moreira, que trabalha há 27 anos na “Odílio Rocha Maia”, a reforma melhora em tudo, até mesmo na autoestima de todos. “A gente fica muito esperançosa com a melhoria, ainda mais eu que já fui aluna daqui desde a 2ª série. Fiz todo ensino fundamental nessa escola, e sou funcionária pública lotada nela há 27 anos, trabalhei 23 anos na sala de aula, e quatro na coordenação”, relembrou Rosirene Moreira.

Para ela, a “Odílio Rocha Maia”, construída há 38 anos, é mais que um ambiente de trabalho, é a casa de todos. “A cada melhoria, como uma pintura, já é um benefício grande, já nos sentimos muito felizes por causa disso. Esperamos que com o tempo melhore mais ainda”, disse ela, complementando que a escola tem muito a oferecer. “Depois da reforma esperamos mais alunos, pois uma casa bonita todos querem conhecer”, brincou.

A coordenadora espera mais alunos com a reforma

A professora de geografia Thais Portela também está se sentindo melhor no espaço escolar revitalizado. “Antigamente quando começamos a trabalhar aqui, as salas de aula ainda não tinham ventiladores, quando tinha era um por sala que funcionava. Agora o clima já é outro, totalmente diferente, as crianças já se sentem melhores para realizar as atividades durante as aulas”, disse.

A professora Thais está feliz com as melhorias

Quem também elogia a reforma são os alunos como a Mirele Oliveira Costa que estuda há mais de 8 anos na escola. “Melhorou bastante a escola com essa reforma. Antes os vidros de portas e janelas estavam todos quebrados, as paredes já estavam todas riscadas, a tinta já havia saído. Depois da reforma ficou melhor o clima também, porque os ventiladores estavam com problema. Agora sinto mais prazer em estudar, melhora tudo”, explicou.

A aluna Mirele agora tem mais prazer em estudar

Texto: Emilly Coelho

Fotos: Paulo Sérgio

ACESSIBILIDADE
X