SMS: Roda da gestante orienta mamães durante o pré-natal

0

A fim de tirar dúvidas do período gestacional e desmitificar assuntos da área é que nasceu a Roda da Gestante.

Orientações sobre amamentação na assistência do pré-natal, mitos, tabus, alimentação saudável, teste do pezinho e muitos outros interesses que norteiam o universo das grávidas fazem parte do programa Roda da Gestante, que acontece duas vezes ao mês na Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Emerson Caselli, no Bairro Liberdade. Trata-se de uma iniciativa da UBS com apoio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), destinado tanto às primigestas (marinheiras de primeira viagem) quanto a multigestas (mulheres que já tiveram outras gestações).

A Roda da Gestante nasceu em 2017, cujo principal objetivo é colher bons frutos no acompanhamento do programa do pré-natal. Segundo a enfermeira Luciana do Socorro Trindade, especialista em Saúde Pública, os profissionais de saúde enxergaram as dificuldades das gestantes em relação aos primeiros cuidados, ao parto, ansiedades e receios. “Então a gente resolveu através da roda tirar dúvidas, trocar experiências, justamente para que elas tenham conhecimento desse momento que estão vivendo, e isso faz com que se sintam mais seguras”, esclareceu ela.

 

 

 

 

 

 

TEORIA E PRÁTICA

Embora algumas mães já tenham a prática, pelo fato de terem tido outras gestações, conforme a enfermeira Luciana Trindade, de uma gravidez para a outra há muita diferença. “Os sintomas que tiveram em uma não estão tendo agora, a cada nova gestação sempre tem algo de novo, aqui elas podem trocar experiências também. O que uma fez de bom já pode ajudar a outra, o que uma fez que não deu certo já dá a dica para outra. Nós (enfermeiras) também acabamos passando um pouco da nossa experiência doméstica enquanto mães para elas”, conta.

Como resultados positivos, a Roda da Gestante já conseguiu um aumento no índice da amamentação exclusiva até o sexto mês, os primeiros cuidados com as crianças, com a pele do recém-nascido nos primeiros meses, diminuição da quantidade de produtos de higiene, o que resulta numa criança mais saudável e em consequência menos alérgica. Nesse sentido o ideal é usar no recém-nascido apenas sabonete líquido neutro e não utilizar amaciante nas roupas do bebê.

O Roda da Gestante conta com a participação de acadêmicos do curso de Enfermagem da Faculdade Carajás. Para a discente Marlete Ibiapina da Costa Machado é de suma importância as gestantes tirarem dúvidas e conhecerem melhor o próprio corpo, além de não dispensar a amamentação exclusiva até os seis meses de vida da criança, que além de aumentar o vínculo entre mãe e filho, previne algumas doenças no bebê.

“Há muitos tabus e crenças, por exemplo, que o leite é fraco. O ideal é ter alguns cuidados com a mama. Se a amamentação for fora do padrão, muitas vezes prejudica a mulher e esse bebê entra muito mais vezes com alimentação complementar, prejudicando a sua saúde”, justifica a acadêmica. De acordo com ela, a receptividade foi excelente, o material necessário estava à disposição e as mães foram bens participativas.

A dona de casa Adecilane Rodrigues Miranda, de 28 anos, está na 4ª gestação, é moradora do bairro Liberdade e faz o pré-natal na UBS Dr. Emerson Caselli. “Sempre é bom a gente aprender coisas novas com a Roda da Gestante, por mais que eu já sou mãe de vários filhos, a gente nunca sabe de tudo. Há muitas questões que falaram aqui e eu não sabia, como a massagem no peito, eu até já tive problema com amamentação, e não sabia de nada disso. Gostei muito”, elogiou.

Enfermeira Luciana Trindade

Adecilane Rodrigues Miranda

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Emily Coelho

Fotos: Paulo Sérgio dos Santos

 

 

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X