Solidariedade: Natal Solidário distribui mais de 80 brinquedos a crianças do HMM

Os brinquedos foram doados pelos Correios de Marabá, que fizeram a ação em outros locais da cidade ao longo de Dezembro

Nesta quarta-feira (25), dia de Natal, as crianças da ala pediátrica do Hospital Municipal de Marabá (HMM) receberam a visita do Papai Noel. A ação de Natal Solidário foi promovida pelo setor de psicologia do HMM, Marabá Forasteiros Moto Clube e pelos Correios. Tanto as crianças internadas, quanto em observação e as que foram se consultar no HMM neste dia receberam presentes.

Ao todo, foram mais de 80 brinquedos, entre xadrez, bolas, bonecas, carrinhos e brinquedos pedagógicos. A ação contou com a participação do pessoal da Brinquedoteca e a presença do Papai e da Mamãe Noel. As crianças andaram pelo hospital entoando cantos musicais natalinos, acompanhadas por um saxofone. “É lindo e importante realizar ações como essa que visam o bem estar da criança e de todos em sua volta. Agradecer a todos que nos ajudaram e que fizeram isso acontecer”, comenta Andréa Alves, coordenadora do setor psicologia do HMM

Os brinquedos foram doados pelos Correios de Marabá, que fizeram a ação em outros locais da cidade ao longo de Dezembro. Segundo Elisvander Dias, Gestor do Correio da Nova Marabá, foram mais de 1400 crianças atendidas ao longo de todo mês, aonde foram visitadas seis escolas do município, além do HMM e do Hospital Regional.

“É uma iniciativa importante, nesse ano tivemos o apoio dos motoqueiros e seria importante que outros setores da sociedade se organizassem para ajudar e participar. Importante levar essa boa ação para o máximo de crianças”, comenta Elisvander.

O pessoal do grupo Marabá Forasteiros Moto Clube ajudou na entrega dos presentes e brincadeira com as crianças. “Entendemos que esse papel social deve ser executado por todos nós, uma forma grandiosa de proporcionar a todos envolvidos a felicidade nesse dia especial e pretendemos continuar levando alegria a quem precisa na nossa amada cidade”, comenta Rosana Monteiro, participante do grupo.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação

Acessibilidade